O Que é Diabetes? Conheça Tipos, Causas, Sintomas e Tratamento

O que é diabetes – Diabetes mellitus, ou somente diabetes, é uma das doenças crônicas mais famosas, comuns e temidas. Ela ocorre, principalmente, diante de problemas no pâncreas, que não consegue produzir insulina suficiente, hormônio essencial para controlar a glicose no organismo e transformá-la em fonte de energia.

Ao possuir diabetes, você sofrerá com o aumento considerável da concentração de açúcar no sangue (hiperglicemia), causando sérios danos futuros aos órgãos e funcionamento geral do corpo.

Existem diversos tipos de diabetes que podem se apresentar, a diabetes tipo 1 , a diabetes tipo 2  e a diabetes gestacional . Com isso, os tratamentos, causas, sintomas e fase da vida que se apresenta se alteram.

Diante disso, hoje, nesse artigo, estaremos abordando as principais informações sobre a diabetes, detalhando tudo de mais importante que você, caro leitor, precisa saber.

O Que é Diabetes – Sintomas Iniciais

Independente de qual for o tipo de diabetes, existem sintomas iniciais comuns que qualquer pessoa com essa patologia poderá apresentar. São eles:

  • Urinar demais
  • Se sentir desidratada
  • Secura na boca
  • Muita fome e sono durante o dia
  • Impotência sexual
  • Dificuldades para enxergar
  • Infecções e feridas pela pele
  • Demora a ocorrer cicatrizações
  • Alterações cardíacas e renais
  • Perda de peso
  • Dificuldades para manter-se concentrada
  • Cãibras
  • Dores e formigamentos pelo corpo, principalmente nas pernas
  • Vômitos

Quando algum desses sintomas se apresentarem com intensidade, procure um médico especialista para fazer o diagnóstico mais efetivo.

Como Evitar o Diabetes

 

O que é diabetes

Apesar do diabetes não possuir cura e diversos fatores de risco, é possível, sim, se prevenir da sua ocorrência, principalmente aquelas pessoas com histórico familiar da patologia. Os principais cuidados para evita-la são:

  • Manter o peso “ideal” para evitar o acúmulo de gordura, principalmente no abdômen
  • Não fumar
  • Evitar bebidas alcoólicas constantemente
  • Controlar a pressão arterial
  • Não utilizar substâncias que atacam ou alteram o pâncreas
  • Se exercitar regularmente para a queima de gordura. É recomendado praticar alguma atividade durante, pelo menos, 30 minutos no dia
  • Evitar o sedentarismo
  • Diminua o nível de colesterol no sangue
  • Tenha boas noites de sono
  • Fuja de situações de muito estresse
  • Tenha uma alimentação saudável e equilibrada, fugindo de alimentos gordurosos e açúcar
  • Coma corretamente, com divisões de horários e lentamente, mastigando os alimentos
  • Frutas e alimentos integrais devem fazer parte dos seus cardápios diários
  • Vá ao médico regularmente fazer um check-up

Como Controlar o Diabetes

 

O que é diabetes

As pessoas que possuem diabetes necessitam de algumas mudanças no seu dia a dia para evitar consequências mais graves e diminuir a ocorrência dos principais sintomas. As orientações para controlar os níveis de diabetes nos que sofrem com a doença são:

  • Ter uma alimentação equilibrada e saudável, evitando os alimentos proibidos para diabéticos
  • Iniciar uma dieta para diabéticos  feita por uma nutricionista
  • Utilizar os remédios para diabetes , tanto os prescritos pelos médicos, como os caseiros
  • Praticar exercícios físicos diários
  • Controlar os níveis de glicemia, precisando, dependendo do caso, aplicar injeções de insulina
  • Parar de fumar
  • Escovar os dentes com muito cuidado, pois diabéticos são mais propensos a desenvolver bactérias
  • Manter o peso “ideal”
  • Controlas a pressão arterial e níveis de colesterol
  • Seguir guias de ajuda, como o Diabetes Controlada

Tipos de diabetes

Como já citado nesse artigo, o diabetes é dividida entre tipos. Os três mais comuns são do Diabetes Tipo 1, Diabetes Tipo 2 e a Diabetes Gestacional. Ainda temos o pré-diabetes e outros tipos mais raros da doença.

Diabetes tipo 1

O que é diabetes

No tipo 1 da doença, o pâncreas não consegue mais produzir a insulina, pois suas células responsáveis por essa produção foram destruídas. Esse tipo é mais raro, ocorrendo, somente, em 10% dos pacientes com a patologia.

Ela é diagnosticada, principalmente, na fase inicial da vida do ser humano, entre a infância e adolescência. A principal medida de tratamento é a aplicação diária de injeções com insulina.

Diabetes tipo 2

O diabetes tipo 2 é a mais comum de ocorrer, fazendo parte de 90% dos casos de pessoas com diabetes. Nela, a insulina é produzida com um “defeito”, onde as células criam resistência à ação da substância.

O tratamento, normalmente, ocorre com medicamentos orais ou injetáveis. O diabetes tipo 2 costuma ocorrer em pessoas mais velhas, que já passaram dos 40 anos de idade.

Diabetes gestacional

Como já bem diz o nome, essa diabetes pode ocorrer em gestantes. Ela se baseia no aumento da resistência das células à insulina durante a gravidez. Ela pode durar, somente, na gestação ou ser continua, até mesmo, depois da ocorrência do parto em casos mais raros.

Não se sabe muito bem as reais causas do diabetes gestacional, mas afirmam estar relacionado ao aumento do peso que a mulher sofre.

Pré-diabetes

O pré-diabetes não se encaixa como um tipo de doença, e sim uma indicação para definir as pessoas que podem se tornar diabéticas por algum aumento no nível de glicemia.

Nesses casos, a pessoa deverá alterar sua alimentação diária e começar a praticar atividades físicas.

Causas da diabetes

Assim como a maioria das doenças, existem diversos fatores e possibilidades para levar até a ocorrência do diabetes. A mais comum é uma deficiência ou doença no pâncreas, levando a problemas de produção de insulina suficiência ao organismo.

Além disso, alterações hormonais, utilização em excesso de drogas e possuir hipertireoidismo também podem ser causas do diabetes.

         Fatores de risco

 

O que é diabetes

 

Os principais fatores de risco para pessoas adquirirem o diabetes são:

  • Obesidade
  • Possuir casos na família com diabetes
  • Sedentarismo
  • Hipertensão
  • Colesterol e triglicérides alto
  • Utilização frequente de medicamentos, principalmente os que possuem cortisona
  • Possuir mais de 40 anos (somente para diabetes tipo II )
  • Alterações emocionais diárias
  • Sofrer com muito estresse
  • Depressão
  • Apneia do sono
  • Se alimentar incorretamente
  • Ficar grávida com idade avançada

Diagnóstico diabetes

O diagnóstico para a pessoa saber se possui o diabetes é baseada em exames de sangue e de analise de glicose no organismo. Com isso, existem três mais comuns e efetivos de ocorrerem.

Glicemia de jejum

O primeiro, e mais comum de ocorrer, é o glicemia de jejum. Nele, é retirada uma quantidade de sangue da pessoa para medir o nível de açúcar no momento. Com isso, o médico poderá analisar o resultado e confirmar se o paciente possui, ou não, diabetes. Os valores apresentados podem ser:

  • De 70 a 99 miligramas, onde é considerado um nível comum de glicose no sangue.
  • De 100 a 125 miligramas, onde já será necessário um cuidado maior, pois é um nível anormal de açúcar no sangue.
  • Acima de 140 miligramas, que já pode ser considerado bem suspeito, iniciando uma avaliação mais precisa do médico e, consequentemente, iniciando o tratamento.

Hemoglobina glicada (HbA1c)

O próximo exame informará os níveis de hemoglobina glicada, proteína interligada a glicose. Caso exista hiperglicemia, consequentemente a hemoglobina estará alta.

Esse exame analisará os níveis da HbA1c no sangue dos últimos três meses, conseguindo resultados mais específicos e concretos.

Os resultados apresentados podem ser:

  • 4,5% a 5,7%, sendo considerado um estado normal
  • 5,7% a 6,4%, sendo considerado um resultado próximo do anormal, precisando de cuidados e entrar na fase de pré-diabetes
  • Superior ao 6,4%, podendo ser considerado, praticamente, uma pessoa com o diabetes

Curva glicêmica

Por fim, temos o exame de curva glicêmica. Ele faz a medida de quanto tempo seu corpo demora até absorver, totalmente, a glicose após a ingestão da mesma.

No exame, o médico solicita ao paciente ingerir 75 gramas de glicose. Após duas horas, é medida a quantidade de substância que existe no seu sangue.

Consequências da diabetes

 

O que é diabetes

As principais consequências que o diabetes pode causar nas pessoas que sofrem com ela são:

  • Doenças ou lesões renais
  • Infeções e machucados nos olhos, principalmente na retina, e pés
  • Cegueira total
  • Sangramentos
  • Dificuldade de cicatrizações
  • Doenças cardiovasculares
  • Comprometimento dos nervos
  • Comprometimento dos vasos sanguíneos situados nos rins
  • Perda do funcionamento dos rins
  • Arteriosclerose
  • AVC
  • Infecções pela pele, pulmões e região bucal
  • Hipertensão

Dúvidas sobre diabetes

         Diabetes mata?

Sim, tanto a diabetes tipo 1, como a tipo 2, quando não cuidadas corretamente, podem levar até ao óbito.

         Diabético pode tomar cerveja?

Pode, sim, tomar cerveja, porém em uma quantidade moderada e sobre indicação médica.

         Diabético pode doar sangue?

Somente, diabéticos com a doença bem controlada e em níveis aceitáveis. Aqueles que estão em tratamento com injetáveis e insula ou que possuem sérios problemas por conta da diabetes, não pode doar.

You May Also Like

About the Author: Cura Natural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *